Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2014

A falta de moradia educacional

Imagem
O Brasil tem desenvolvido uma sistemática de importar profissionais através de programas de governo questionáveis e favoráveis a alguma necessidade que ainda desconhecemos.
Enquanto muitas de nossas universidades são arrastadas para a escuridão que é um reflexo do total desprezo pelas regras da gestão pública, profissionais como médicos chegam em número elevado para “suprir a demanda” segundo o governo.
A demanda seria mesmo de médicos ou seria de Universidades de Medicinas para formar os profissionais brasileiros que pretendem esta carreira?
Qual o percentual de pessoas que hoje poderiam pagar uma Universidade de Medicina e o alto custo do legado deste curso?
Qual a chance da maioria dos jovens que escolheram esta carreira de concorrerem com milhares de outros jovens por uma vaga?
Faltam médicos ou faltam Universidades e programa de governo para suprir a demanda destes profissionais?
Recentemente o Governo Federal baixou as portas da maior Faculdade de medicina do país, a Gama Filho, sob …

Tempo de Ensinar

Imagem
A curiosidade humana talvez tenha sido um dos principais elementos que abriu caminho para a sociedade chegar até aqui juntamente com nossa capacidade de aprender.
Quem aprende tem a missão de ensinar, sempre foi tempo de ensinar.
O primeiro professor da humanidade foi alguém que aprendeu algo e fez o máximo para que outros também usufruíssem do conhecimento adquirido que poderia fazer mudanças na vida dos seres humanos.
Assim deve ter sido com o humano que descobriu o fogo e a roda, descobriu algo tão fantástico que todos queriam obter, a sede do conhecimento encontrou seu ciclo.
O primeiro professor a gente nunca esquece, pois é nele que nossa necessidade do saber encontrou um caminho para trilhar a estrada da educação.
Médicos, engenheiros, advogados e tantos outros profissionais não seriam o que são sem um professor, este instrumento da educação maior do que qualquer profissão.
Ao longo da história política de nosso país, um professor além de exercer sua missão, ainda teve de fazer grev…

Decisão pela Educação

Imagem
O processo de escolarização da rede pública teve seu processo de expansão promissor entre 1970 e 1980.
Apesar dos esforços de governos ao longo deste período até os dias de hoje, o Brasil ainda ocupa lamentavelmente o 53º posicionamento no termo educação, segundo 65 países que foram avaliados pelo PISA.
Não é algo triste, é algo humilhante ao país, muito pior do que os 7 x 1 da Alemanha, que gerou mais comentário em uma semana do que a educação em dezenas de anos.
Em média mais de 700 mil crianças permanecem aguardando uma vaga na escola ou estão fora delas, temos um analfabetismo funcional em torno de 26%, um índice de 30% dos alunos que atingem escolarização não conseguem ler, 18% dos alunos do ensino fundamental não possuem capacitação para ler e interpretar textos.
Desnecessário mencionar o gargalo salarial de nossos professores, que se tornou um dos pontos frágeis para deixá-los “congelados” no servir para educar.
A educação tem de acompanhar a evolução sinérgica da sociedade moderna…