Ciclovias ou “fantasmas vias”



As ciclovias da cidade de São Paulo estão na mão contrária para serem realmente colaboradoras na diminuição do transito.

A prefeitura de Paris criou em 1862, caminhos especiais nos parques para os velocípedes, para que eles não se misturassem com as charretes e carroças, assim foi a  origem das primeiras ciclovias.

A construção das ciclovias teve avanço durante o programa de “autobahns” no Nacional Socialismo Alemão em 1930, com o objetivo de retirar as bicicletas das ruas, as quais impediam os automóveis de atingirem uma velocidade  adequada.

A prefeitura de nossa cidade tem como meta 400 km de ciclovia dos quais 320 km já estão implantados ao custo de R$ 200 mil por quilômetro.
Sou a favor das ciclovias uteis não das inúteis que cumprem a quilometragem do projeto da prefeitura.

Atualmente temos verdadeiras ciclovias fantasmas, aquelas onde durante a semana não se vê nenhuma bicicleta circulando, ou mesmo aquelas que durante um dia não recebem nenhuma bicicleta. Mas estão lá, feitas e custeadas com o imposto do povo para servirem de enfeite nas ruas e apertarem ainda mais o transito.

Existem aquelas que possuem um traçado que atropela até postes, bueiros e terminam em nada levando a lugar nenhum. Alguns traçados parecem terem sido feitos como sinais do além. Outras já sofrem com ação do tempo e entram em concorrência com os buracos de nossas ruas da cidade. Ainda existem aquelas que colocam em risco o próprio ciclista por ter sua implantação feita sem levar em conta o fator segurança.

Ciclovias que não recebem bicicletas em número exponencial para justificarem a sua implantação deveriam ser desativadas ampliando o lugar para o trafego de veículos.

Em Helsinki, pesquisas mostram que os ciclistas tem mais segurança pedalando nas ruas compartilhando o tráfego com outros veículos do que quando usam os 800 km de ciclovias da cidade. Em Berlim, apenas 10% das vias têm ciclovias, mas as ciclovias produzem 75% das mortes e demais acidentes com ciclistas. Ciclo faixas são menos perigosas do que ciclovias porem mesmo aos exemplos implantados de maneira correta foram associados um aumento de 10% de acidentes.

A cidade de São Paulo precisa de menos projetos populistas para ganhar votos e mais projetos realistas que possam beneficiar a população.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pessoa positiva ou otimista

O Estado de São Paulo é a locomotiva do Brasil

Origem do Dia do Amigo