A falta de moradia educacional





O Brasil tem desenvolvido uma sistemática de importar profissionais através de programas de governo questionáveis e favoráveis a alguma necessidade que ainda desconhecemos.

Enquanto muitas de nossas universidades são arrastadas para a escuridão que é um reflexo do total desprezo pelas regras da gestão pública, profissionais como médicos chegam em número elevado para “suprir a demanda” segundo o governo.

A demanda seria mesmo de médicos ou seria de Universidades de Medicinas para formar os profissionais brasileiros que pretendem esta carreira?

Qual o percentual de pessoas que hoje poderiam pagar uma Universidade de Medicina e o alto custo do legado deste curso?

Qual a chance da maioria dos jovens que escolheram esta carreira de concorrerem com milhares de outros jovens por uma vaga?

Faltam médicos ou faltam Universidades e programa de governo para suprir a demanda destes profissionais?

Recentemente o Governo Federal baixou as portas da maior Faculdade de medicina do país, a Gama Filho, sob a alegação de inviabilidade de gestão e claro, escândalos que envolvem uma administração sem compromisso com a educação.

A Universidade de São Paulo, a maior e melhor do país fez nota a imprensa alegando que em dois anos talvez esgote suas reservas financeiras. Não muito distante desta situação de crise administrativa e má gestão estão a Unicamp e a Unesp, onde os ventos também sopram na direção do sufoco administrativo.

Universidades americanas recebem doações de pessoas e empresas e tudo se reflete em benefício dos alunos e da instituição, no Brasil a família Conde faz uma doação e vira litígio judicial numa Faculdade de Direito.

A consciência do educar parece alimentar a mente política deste país de maneira invertida, onde o povo educado poderá pensar mais e melhor e claro, votar mais consciente e melhor. Algo que não é muito apreciado por um governo que se utiliza de meios “auxiliares” disfarçados de benefícios para população. Aqui o Governo dá de colher e tira de pá através da corrupção.

Não faltam profissionais, faltam escolas, faculdades e universidades, faltam moradias educacionais para abrigarem os filhos desta nação.

Fique comigo que eu estarei com você.


Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Pessoa positiva ou otimista

O Estado de São Paulo é a locomotiva do Brasil

Só o Amor não basta, é necessário paciência